Vidro para isolamento acústico: você sabe quais são os mais indicados?

Para quem busca atender as demandas e exigências do mercado de construção civil, entender a importância do vidro para isolamento acústico é essencial. 

Este elemento, além de influenciar no conforto acústico, também tem grande impacto na saúde humana.

Por isso, explicamos neste conteúdo como funciona o isolamento de som por meio do vidro, e apresentamos quais são os tipos de vidros ideais para projetos com isolamento acústico! Continue a leitura!

Qual a importância de contar com um vidro para isolamento acústico?

O vidro para isolamento acústico desempenha um papel fundamental em ambientes urbanos, proporcionando maior conforto e evitando a poluição sonora, como sons de trânsito, sirenes, alarmes e alto-falantes, o que prejudica os momentos de descanso, lazer e trabalho das pessoas. 

Além da questão de conforto, é preciso destacar a importância para a saúde humana. 

Segundo informações do relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicadas pela BBC, o excesso de ruído está relacionado “[…] a doenças metabólicas e cardiovasculares, déficits cognitivos em crianças, zumbidos nos ouvidos, distúrbios do sono, danos ao aparelho auditivo e até mesmo à obesidade.”

A OMS recomenda que as pessoas não sejam expostas a mais de 50 dB. Acima deste limite, começam a surgir impactos negativos no organismo:

– De 55 a 65dB: diminui o poder de concentração, assim como a produtividade no trabalho intelectual

– De 65dB a 70dB (equivalente a um bar ou restaurante lotado): aumenta o nível de cortisona no sangue, causando a diminuição na resistência imunológica

– Acima de 70dB (trânsito intenso): o organismo fica sujeito ao estresse degenerativo, além de abalar a saúde mental. 

Para que esta questão seja regularizada no setor construtivo, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou a NBR 15.575 – Edificações habitacionais – Desempenho.

Nesta norma são abordados aspectos que influenciam na segurança, sustentabilidade e habitabilidade, sendo o desempenho acústico um dos requisitos. 

Conforme o blog Mobuss, “o desempenho acústico é um requisito importante de habitabilidade e um dos mais sensíveis ao usuário no cotidiano. Para cumprir essa exigência, é preciso evitar os ruídos gerados pela circulação de veículos, pelas atividades nas áreas comuns do edifício (em caso de apartamentos), música alta, ruídos sonoros provenientes dos vizinhos, entre outros. Faz-se necessária, então, a adequação de certos componentes da construção, como fachadas, coberturas, entrepisos e paredes, para um isolamento acústico eficiente.”

Como o vidro isola o som?

Para que o vidro alcance este desempenho acústico, ele deve ser fabricado com base em determinados princípios. O primeiro é a lei de massa, que considera que quanto maior a massa de um item, menor será o ruído transmitido. 

Ou seja, quanto maior a espessura do vidro, mais eficiente ele será em barrar o som. Isso em casos em que se é aplicado monolítico, mas se aplicado em laminado ou vidro duplo, em muitas situações o laminado com espessura menor tem melhor desempenho que o duplo com espessura maior. 

Também é preciso considerar os fatores intensidade, frequência e reflexão. A intensidade diz respeito à energia de vibração da fonte emissora de som. Já a frequência é a quantidade de vibrações por segundo emitida pela onda sonora. 

A reflexão, por sua vez, faz parte do seguinte processo:

– Uma parte da onda sonora, ao atingir a chapa, será refletida para fora 

– Outra parte é absorvida pelo vidro

– A parte final atravessa a peça e entra no ambiente.

Por fim, a propriedade lisa e dura da superfície do vidro também contribui para o isolamento, pois rejeita automaticamente parte do som. 

Agora que você já entendeu melhor a importância desta questão para o setor construtivo e o que faz do vidro um bom isolante acústico, entenda os tipos de vidro mais adequados para esta finalidade!

Vidros mais indicados para o isolamento acústico

Entre os vidros ideais para isolar o som estão o vidro duplo, também conhecido como insulado, e o vidro laminado.

Entretanto, para escolher entre um dos dois, os profissionais de engenharia e arquitetura devem considerar a adequação à obra, necessidades e objetivos do empreendimento, além de características específicas do local, como trânsito e atividades industriais próximas. 

Ainda, é importante saber qual a quantidade de dB que se deseja isolar para assim definir a melhor aplicação. 

Vidro duplo ou insulado

O vidro insulado possui um ótimo desempenho acústico, pois conta com uma câmara de gás argônio entre as duas lâminas de vidro que atua como um efeito massa-mola, transferindo as vibrações de uma chapa para outra, dissipando o ruído. 

Desta forma, apenas uma pequena parte do barulho atingirá o ambiente. Para otimizar ainda mais a eficiência do vidro duplo, é possível aplicar espessuras diferentes. 

Isso porque, chapas de mesma espessura vibrarão uma em resposta a outra de maneira igual e uniforme, diminuindo a capacidade de isolamento. Já chapas diferentes responderão à onda sonora conforme a espessura de cada uma, aumentando o isolamento. 

Vidro laminado

O vidro laminado é composto por duas ou mais lâminas de vidro intercaladas com camadas de PVB, resina e EVA., elementos que contribuem para o bloqueio do som.

Além do isolamento acústico, este vidro diminui a vibração do conjunto. Também é possível encontrar no mercado vidros laminados com PVBs especiais, que oferecem um conforto acústico ainda maior, ou seja, utilizam em sua produção películas acústicas para melhorar o desempenho sem a necessidade de aumentar a espessura do vidro.

Outra possibilidade é usar mais de dois vidros e laminar a peça com várias camadas de PVB, garantindo maior bloqueio sonoro, conforme a lei de massa citada no início deste conteúdo.

A diferença entre laminados que utilizam o PVB e os que utilizam resina ou EVA, é que com a última é possível utilizar espessuras maiores que 0,38 mm, valor padronizado para o PVB.

Este tipo de vidro já é um elemento convencional do setor construtivo, mas o laminado temperado vem ganhando destaque no mercado. Com duas chapas de vidros laminados e temperados, ganha-se mais resistência mecânica, fixação por meio de furos e recortes, e variação de cores. 

Além disso, se danificado, mantém o vão indevassável até o momento da substituição do vidro. 

E então?

Você viu neste conteúdo como a utilização de vidros adequados para o isolamento acústico é fundamental não só para o conforto dentro do ambiente, como também para a saúde das pessoas que frequentam o local.

Apresentamos também quais propriedades do vidro realizam o isolamento de som, e ainda abordamos os vidros mais indicados para isso, que são o vidro insulado, laminado, além do laminado temperado.

Nesse sentido, fabricamos vidros temperados, insulados, laminados comuns e laminados temperados, projetados em diversos modelos e espessuras. 

Durante a produção buscamos um resultado que valorize a arquitetura das edificações, proporcionando transparência e segurança. 

Aliado a designs inovadores, nossos vidros tornam os ambientes mais aconchegantes e modernos, tudo em conformidade com a norma vigente.

Para entender como podemos desenvolver a solução ideal para o seu projeto, clique abaixo e solicite um orçamento sem compromisso!

Solicitar orçamento